Barão Autocentro

MITOS E VERDADES SOBRE A TROCA DE ÓLEO

É comum ter dúvidas sobre a troca de óleo. Por isso, o artigo de hoje vai responder perguntas como “quando devo trocar o óleo?, e o filtro?, qual é o óleo ideal para o meu carro?”. Também trataremos de alguns mitos e verdades sobre esse serviço.

Troca de Óleo: mitos e verdades

O primeiro mito que esse artigo vai esclarecer, é o de que o óleo deve ser trocado a cada 5.000km percorridos. A troca de óleo deve sempre seguir a indicação do fabricante e pode variar. Entretanto, sabe-se que o tempo médio de troca de óleo para os veículos vendidos aqui no Brasil é a cada 10.000km percorridos.

Sobre esse assunto, ainda é importante ressaltar que o óleo utilizado na troca deve ser sempre aquele indicado pela fabricante/montadora do veículo. Não estamos falando da marca, mas da viscosidade e API/ACEA do produto (40, 50, 5W30, 10W40, 20W50, etc). Os óleos não são todos iguais. Então, fique atento a isso.

A Troca do Filtro de Óleo

A troca do filtro não deve acompanhar a de óleo. Ou seja, não é necessário trocar o filtro sempre que o óleo for trocado. Indica-se que ela seja intercalada com as trocas de óleo. Assim, o ideal é que você substitua o filtro a cada duas trocas de óleo.

Os Tipos de Óleo

Os óleos para veículos são diferentes dos utilizados em motos, e isso é o básico a se saber sobre essa manutenção. Existem alguns tipos de óleos diferentes. Os mais comuns são:

  • óleo mineral;
  • óleo sintético; 
  • óleo semissintético.

Cada um desses tipos possui diversas diferenças e contam com uma formulação própria para tipos de veículos específicos. Por isso, é indicado que você sempre siga a orientação e a especificação da fabricante e faça a troca em um local de confiança.

O mesmo vale para carros antigos, que estejam com a manutenção em dia; eles também devem utilizar o mesmo lubrificante que foi recomendado no manual do veículo.

Para finalizar, lembre-se sempre de verificar o nível  de óleo. E não esqueça: para isso o carro deve estar frio.